ainda é outono.

amigo pardal, há quanto tempo não temos nos falado. são tempos difíceis e desencorajadores, caro amigo. meu peito explode como traque-de-sala, toda vez que respiro. por isso tanto tenho me afastado – onde posso encontrar inspiração para te aconselhar à vida, se comigo não tenho nem próprios propósitos? minha fala escorre desinquieta, já sinto incomodado com minha própria presença e, saiba, pássaro solitário, o pior estado é aquele que não cabemos em nossa própria aceitação. tenho estado longe, confesso, mas o verão em breve chegará, e assim poderei voar novamente para o sul. não ter pressa já é suficiente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: