canção do asilo.

na minha terra saudade brota do chão,
e sobe até o céu
como árvore infrutífera.

na minha terra tem um monte de desilusões.
dessas que cantam em árvores às tardes
e constroem ninhos
em corações ocos.

minha terra é dentro de mim
dentro da minha consciência
e da minha insanidade
dentro do meu próprio preconceito de mim.
dentro do meu próprio corpo
calado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: