do tempo que eu era quadrado e romântico

talvez
 
três lágrimas
um sorriso amarelo.
uma promessa –
talvez amanhã.
ou não.
 
conforme
 
volte amanhã. voltarei.
talvez quem sabe quando as lágrimas secarem,
e os sonhos despertarem…
meu sorriso ainda seja o mesmo.
e o mesmo ainda sorria para ti. 
 
falácia
 
sabe de uma coisa: fica onde estiver!
não quero te ver nunca mais.
as tardes já não são tão frias…
a noite já brilha estrelas.
e eu realmente tento olhar para elas.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: