poema do bêbado claustrofóbico

sinto-me condenado ao tempo.
quando tempo há em mim.
fim.
entende?
the end.
sim.
sente… ainda é cedo.
e meu medo corre aqui.
entre o entre e o agora.
agora…
que seja.
mais uma cerveja por favor.
faça o favor. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: